HOMILIA: VIGÍLIA PASCAL

Autor desconhecido
Antigo sermão pascal
 “O Batismo, um enxerto para a imortalidade”

Para que de agora em diante ninguém permanecesse nos infernos, ali Cristo desceu em pessoa. Foi Ele quem, servindo-se da carne da qual estava revestido como instigação contra o inferno, e aniquilando seu império com o poder da divindade, em um instante rasgou o antigo recibo da Lei para conduzir os homens ao céu. Ao céu, ou seja, a um lugar que desconhece a morte, o abrigo da incorrupção, realizador da justiça.
No marco destes bens tu foste batizado, recém-iluminado; a iniciação se tornou para ti, ó recém-iluminado, em dom de ressurreição. O Batismo é para ti uma garantia da futura vida no céu. Mediante a imersão na água tens imitado o sepulcro do Senhor, mas dali voltaste a emergir, vendo as obras da ressurreição antes de qualquer obra. Agora recebes a própria realidade dos bens cujos símbolos contemplaste.
Que seja testemunha o dito de Paulo, e que se expressa assim: Porque fomos enxertados n’Ele em uma morte semelhante à sua, seremos igualmente em uma comum ressurreição. Disse de forma muito bela “enxertados”, já que o Batismo é um enxerto para a imortalidade, plantado na pia batismal e que dá frutos do céu. Ali a graça do Espírito atua de maneira misteriosa; porém, cuida-te de subestimar o milagre confundindo-o com as leis operativas da natureza. A água tem uma finalidade utilitária; a graça, porém, opera a regeneração e, na pia batismal, assim como no seio materno, dá uma forma nova ao que nela se submerge. Na água, como em uma frágua, forja ao que nela desce. O favorece com os mistérios da imortalidade e lhe confere o selo da ressurreição.
A própria túnica batismal te oferece, ó recém-iluminado, os símbolos destes prodígios. Contempla-te a ti mesmo como portador das imagens destes bens: essa túnica, maravilhosa a fúlgida, te esboça os sinais da imortalidade; o pano branco que, como uma coroa, envolve tua cabeça, te anuncia a liberdade; à mão leva as insígnias da vitória alcançada sobre o diabo. Pois Cristo te apresenta já ressuscitado: de momento, por meio de símbolos; no futuro próximo, em sua plena realidade. Evidentemente que com a condição de não manchar com o pecado a túnica da fé, de não extinguir com nossas más ações a lâmpada da graça, de conservar a coroa do Espírito.
Então o Senhor, com voz terrível ao mesmo tempo que agradável aos homens, clamará do céu: Vinde, benditos de meu Pai; herdai o reino preparado para vós desde a criação do mundo. A Ele a glória e o império pelos séculos dos séculos. Amém.



Fonte: Lecionário Patrístico Dominical, pp. 86-87.

You Might Also Like

0 comentários

Mapa De Visitante