A SABEDORIA QUE VEM PELOS SOFRIMENTOS

As bibliotecas e os laboratórios são fundamentais para coligir o saber. Mas não bastam para fornecer a sabedoria. João de Ávila, mestre de um saber que floriu em santidade, confessou: «Mais gostaria de ver os estudantes com calos nos joelhos de rezar do que com olheiras de estudar». Por incrível que pareça, são aqueles calos que abrem os nossos olhos. A sabedoria bebe-se na fonte. Se faltar a fonte, o caudal seca. Era por isso que von Balthasar defendia a «Teologia de Joelhos» como pressuposto da «Teologia de Secretária». Não tenhamos medo de ajoelhar. Deus tem tanto para nos mostrar!


Frei Francisco Bezerra do Nascimento, OFMConv.

You Might Also Like

0 comentários

Mapa De Visitante