A espera da vinda do Senhor

   
Caríssimos: 3,18Com efeito, também Cristo morreu, uma vez por todas, por causa dos pecados, o justo pelos injustos, a fim de nos conduzir a Deus. Sofreu a morte, na sua existência humana, mas recebeu nova vida pelo Espírito. 19No Espírito, ele foi também pregar aos espíritos na prisão, 20 a saber, aos que foram desobedientes antigamente, quando Deus usava de longanimidade, nos dias em que Noé construía a arca. Nesta arca, umas poucas pessoas – oito – foram salvas, por meio da água. 21À arca corresponde o batismo, que hoje é a vossa salvação. Pois o batismo não serve para limpar o corpo da imundície, mas é um pedido a Deus para obter uma boa consciência, em virtude da ressurreição de Jesus Cristo, 22Ele subiu ao céu e está à direita de Deus, submetendo-se a ele anjos, dominações e potestades.
        4,1 Já que Cristo sofreu na carne, vós também deveis preparar-vos com esta convicção: aquele que sofreu na carne rompeu com o pecado. 2Assim, ele viverá o resto de sua vida corporal guiado pela vontade de Deus, e não por paixões humanas. 3Basta o tempo que passastes praticando os caprichos dos pagãos, entregues à dissolução, paixões, embriaguez, comilanças, bebedeiras e idolatrias abomináveis. 4Agora, eles estranham que não mais vos entregueis à mesma torrente de perdição, e vos cobrem de insultos. 5Mas eles terão de prestar contas àquele que está pronto para julgar os vivos e os mortos. 6Pois exatamente para isto o evangelho foi anunciado aos mortos para que sejam julgados à maneira dos homens, na carne, mas possam viver conforme Deus, no espírito.
        7O fim de todas as coisas está próximo. Vivei com inteligência e vigiai, dados à oração. 8Sobretudo, cultivai o amor mútuo, com todo o ardor, porque o amor cobre uma multidão de pecados. 9Sede hospitaleiros uns com os outros, sem reclamações. 10Como bons administradores da multiforme graça de Deus, cada um coloque à disposição dos outros o dom que recebeu. 11Se alguém tem o dom de falar, proceda com palavras de Deus. Se alguém tem o dom do serviço, exerça-o como capacidade proporcionada por Deus, a fim de que, em todas as coisas, Deus seja glorificado, em virtude de Jesus Cristo, a quem pertencem a glória e o poder, pelos séculos dos séculos. Amém.


Da Primeira Carta de São Pedro             3,18-411

You Might Also Like

0 comentários

Mapa De Visitante