VIA SACRA

IV estação

Jesus encontra sua mãe santíssima

Nós Vos adoramos e bendizemos oh Jesus!

Que pela Vossa Santa Cruz remistes o mundo.
Ali, na curva do Caminho Doloroso, Tua Santa Mãe, espera por Ti.

Com o coração desfeito pela dor, a face branca como a cal, o olhar triste de morte.

O Teu olhar, repassado de amor e pena, fixa o belo rosto da querida Senhora.

Amor por aquela pobre criatura que a dor esmaga. Pena pelo sofrimento que nela está patente.

Se ao menos pudesses poupá-la, a Ela!...

O saber que uma espada haveria de atravessar o seu peito, não faz diminuir o seu sofrimento atroz. És, Senhor, o seu Filho!

Então o Teu olhar transmite também gratidão profunda; manifestando assim, com esse olhar que só as mães sabem ler, o Teu agradecimento pela sua presença.

O estar ela ali, dá-te alento, conforta-te e, por momentos, esqueces as Tuas dores, as Tuas chagas, até o peso da Cruz.

No meu caminho, a cada passo, a minha Mãe do Céu, espera por mim, para me ver passar, gemendo sob o peso dos meus pecados, lutando com a minha pequena cruz.

A sua presença conforta-me, arrependo-me das minhas faltas e agarro-me à cruz com mais força, com mais determinação.

A minha cruz de todos os dias há-de ser levada com amor e até alegria, se o teu olhar se cruzar com o meu, dando-me força, alento, perseverança.

Mãe Santíssima, pudesse eu aliviar um pouco a Cruz do teu extremoso Filho em vez de a carregar mais e mais com as minhas faltas.


Recordare Virgo Mater Dei, dum steteris in conspectu Domini ut loquaris pro me bona.

Senhora minha, intercede por mim junto do Teu Amado Filho, limando as agudezas das minhas faltas, realçando, as pequeníssimas branduras das minhas boas obras.



Senhor: Tem piedade de nós

You Might Also Like

0 comentários

Mapa De Visitante