,

REFLEXÕES QUARESMAIS

Quaresma – 13ª Reflexão

Veio ao meu coração a Tua chamada de atenção: «Marta, Marta, andas inquieta e perturbada com muitas coisas; mas uma só é necessária.»
Com um sorriso meigo, dizes-me:
Pois é, meu filho, já reparaste quantas coisas queres fazer? Em quantas atividades te desdobras? Até poderás ter tempo para todas elas, e até, se aproveitares os dons que te dei, poderás responder a todas elas com benefícios.
Mas quanto tempo dedicas a escutar-Me? Quanto tempo dedicas a entrar no silêncio do Teu coração, sentares-te a Meus pés e escutares o que Eu tenho para te dizer sobre a Tua vida e sobre todas essas atividades?
É que sem isso, meu filho, as muitas atividades que fazes serão muito mais tuas do que Minhas, e assim sendo não darão os frutos que poderiam dar.
Não te esqueças: «Maria escolheu a melhor parte, que não lhe será tirada.»
Olho-Te com os olhos cansados, abro-Te as minhas mãos e entrego-me.
E peço-Te humildemente:
Ajuda-me, Senhor, a escutar-Te em cada momento e em cada coisa que me é dada fazer.
Ensina-me, Senhor, a entrar no silêncio e a ficar ali, calado, de coração e mente abertas à Tua voz, ao teu amor, a tudo o que tens para me dizer.
Leva-me, Senhor, a buscar de Ti o amor que devo colocar em tudo o que faço, porque só no Teu amor os frutos acontecem, para Tua glória e para nosso bem.
Calo-me, Senhor, com um imenso obrigado!

You Might Also Like

0 comentários

Mapa De Visitante