OLHEMOS (sempre) PARA JESUS

Jesus Cristo é, simultaneamente, a humanização de Deus e a divinização do homem. Em Cristo, Deus torna-Se humano para que o homem se torne divino. Não se trata de qualquer deslize panteísta, mas de uma verdade elementar. Nos primeiros tempos do Cristianismo, a temática da divinização («thêosis») era urgida com muita insistência. No fundo, o que se pretende dizer é que o homem só é plenamente homem quando está em Deus. É por isso que não basta evocar a humanização de Deus; é fundamental não esquecer também a divinização do homem. É preciso ver as coisas não apenas a partir de nós, mas sobretudo a partir de Deus. Como bem percebeu Edward Schillebeeckx, «Deus é o futuro do homem».
Assim sendo, o que soa a demasiado humano será plenamente humano? Olhemos para Jesus. Não tiremos os olhos de Jesus. E procuremos viver sempre como Jesus. Donde veio a Sua maravilhosa humanidade? Ele e o Pai foram (são) sempre um só!


Frei Francisco, Bezerra do Nascimento, OFMConv

You Might Also Like

0 comentários

Mapa De Visitante