O ESPÍRITO É DADO AOS ANCIÃOS E A JOSUÉ

Naqueles dias, 4um grupo de pessoas que estava no meio deles foi atacado de um desejo desordenado, e os filhos de Israel começaram a lamentar-se, dizendo: “Quem nos dará carne para comer? 5Vêm-nos à memória os peixes que comíamos de graça no Egito, os pepinos e os melões,as verduras, as cebolas e os alhos. 6Aqui nada tem gosto ao nosso paladar, não vemos outra coisa a não ser o maná”.
10Moisés ouviu, pois, o povo lamentar-se em cada família, cada um à entrada de sua tenda. 11Então o Senhor tomou-se de uma cólera violenta, e Moisés, achando também tal coisa intolerável, disse ao Senhor: “Por que maltrataste assim o teu povo? Por que gozo tão pouco do teu favor, a ponto de descarregares sobre mim o peso de todo este povo? 12Acaso fui eu quem concebeu e deu à luz todo este povo, para que me digas: ‘Carrega-o ao colo, como a ama costuma fazer com a criança; e leva-o à terra que juraste dar a seus pais!’ 13Onde conseguirei carne para dar a toda esta gente? Pois se lamentam contra mim, dizendo: ‘Dá-nos carne para comer!’ 14Já não poso suportar sozinho o peso de todo este povo: é grande demais para mim. 15Se queres continuar a tratar-me assim, peço-te que me tires a vida, se achei graça a teus olhos, para que eu não veja mais tamanha desgraça”.
16O Senhor disse a Moisés: “Reúne-me setenta homens dentre os anciãos de Israel, que tu conheces como anciãos e magistrados do povo, e traze-os à Tenda da Reunião, onde devem esperar contigo. 17Descerei ali para falar contigo, e retirarei um pouco do espírito que há em ti e o darei a eles, para que te ajudem a carregar o fardo do povo e não sejas sozinho a suportá-lo. 18E dirás ao povo: Santificai-vos e amanhã comereis carne. Pois eu os ouvi chorar dizendo: ‘Quem nos dará carne para comer? Estávamos tão bem no Egito!.’ O Senhor vos dará carne para comer, e vós a comereis. 19E não apenas um dia, nem dois, nem cinco ou dez, nem mesmo vinte, 20mas durante um mês inteiro, até que a carne vos saia pelas narinas e vos cause náuseas. Pois rejeitastes o Senhor, que está no meio de vós, e chorastes diante dele, dizendo: ‘Por que saímos do Egito?’” 21Moisés replicou: “O povo no meio do qual estou conta seiscentos mil homens a pé, e tu dizes: ‘Vou dar-lhes carne para que comam um mês inteiro!’ 22Porventura se matará uma multidão de ovelhas e bois, para que tenham comida suficiente? Ou se ajuntarão todos os peixes do mar, para que fiquem saciados?” 23Ao que o Senhor respondeu: “Acaso foi diminuído o poder do Senhor? Agora mesmo verás se minha palavra se cumpre ou não”.
24Moisés saiu da Tenda, e comunicou ao povo as palavras do Senhor. Reuniu, depois, setenta homens dentre os anciãos do povo, e colocou-os ao redor da Tenda. 25O Senhor desceu na nuvem e falou a Moisés. Retirou um pouco do espírito que Moisés possuía e o deu aos setenta anciãos. Assim que repousou sobre eles o espírito, puseram-se a profetizar, mas não continuaram. 26Dois homens, porém, tinham ficado no acampamento. Um chamava-se Eldad e o outro Medad. O espírito repousou igualmente sobre os dois, que estavam na lista mas não tinham ido à Tenda, e eles profetizavam no acampamento. 27Um jovem correu a avisar Moisés que Eldad e Medad estavam profetizando no acampamento. 28Josué, filho de Nun, ajudante de Moisés desde a juventude, disse: “Moisés, meu Senhor, manda que eles se calem!” 29Moisés respondeu: “Tens ciúmes por mim? Quem dera que todo o povo do Senhor fosse profeta, e que o Senhor lhe concedesse o seu espírito!” 30E Moisés recolheu-se ao acampamento com os anciãos de Israel.

Do Livro dos Números             11,4-6.10-30

You Might Also Like

0 comentários

Mapa De Visitante